terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Imagens do Carnaval em Arco de Baúlhe


9 comentários:

MANUEL SILVA disse...

MULHERES ATRAENTES NO VOSSO CARNAVAL, GRANDE FOLIA, PARA O PRÓXIMO ANO TENTAREI VISITAR ESSA TERRA NESSE DIA.


FELGUEIRAS
MANUEL SILVA (IMIGRANTE FRANÇA)

Anónimo disse...

a começar pela DOUTORA(como exige ser tratada) Maria José Alves... O CARNAVAL DO Arco vai mesmo de mal a pior...

josé martins disse...

Acho que a ARCA deve se empenhar mais todos os anos, porque no final do corso só se ouvem criticas e desilusões.
Vão muitas pessoas ver na esperança que ”este ano será melhor”, mas não, e a desculpa da ARCA é não critique, ajude a fazer.
Já que é uma associação com fins lucrativos deveria fazer melhor, e organizarem-se com mais tempo de antecedência.

lulu disse...

amei o carnaval estava tudo muito bem preparado.... para o ano estou ai ................

Arcoense atento disse...

Pois o carnaval este ano foi dos menos participados de todos, há falta de iniciativas por parte das pessoas, que se limitam a ver, e não participam porque se calhar tambem não são incentivados a tal.
e os que participam são vitimas dos juris bacocos que pela sua votaçao viciada, são o convite perfeito a que para o ano não haja mesmo nada.Fiquei surpreendido quando soube quem ganhou...não sei porque mas pareciam-me muito murchos e com uma participaçao pouco dinamica...cheira-me que na votaçao houve censura, por uns individuos muito alegres terem ousado, utilizar e satirizar a figura intocavel do senhor primeiro ministro, será? só vejo que tenha sido esse o motivo para a escolinha ter perdido. e aquele discurso do dr. Jorge Pacheco a dizer que só faz falta quem cá está, tambem me pareceu algo descabido pois se assim for não haverá nenhum esforço para tentar cativar mais participantes.

Repórter Amador disse...

Penso que existe uma opinião unânime de que se deveria fazer mais, o numeroso público que aqui se desloca para assistir ao desfile sai com a sensação de tempo perdido...
Tenho informações de que dentro da própria instituição (ARCA) existe um ambiente que não é muito saudável e isso depois se reflecte nas iniciativas, que precisam de um trabalho em equipa. O discurso do J. Pacheco acho que deixa transparecer desmotivação e assim desmotiva potenciais participantes.
Existem tantas colectividades no concelho que poderiam dar um contributo muito importante... esperamos que para o ano seja mais bem organizado e com mais participantes mostrando originalidade, até lá resta-nos esperar e dar força a quem organiza, porque estas iniciativas dão imenso trabalho e despesa.

Vítor Pimenta disse...

Não estive presente este ano, mas no ano passado a coisa parecia murcha. O modelo do Corso a imitar a procissão da senhora dos remédios não é nada inovador nem atrai face a tão boas alternativas em redor. A ARCA não pode ter um discurso de quem faz por obrigação e distribui azedume gratuito. Acho que o declínio da qualidade do corso é congruente com a instituição de prémios. Nunca devia ter sido transformada numa competição aquilo que era uma manifestação livre e espontânea do povo do Arco. Desborucratize-se e deixe-se à livre iniciativa da gente do Arco. Fora com os carros encomendados com brasileiras em cima. Apre!

Ná disse...

Muito sinceramente...nao consigo perceber...tanta ignorancia junta, e peço desculpa se estou a ferir susceptibilidades..
Há coisas que nao mudam, a capacidade de uns e outros em apontar dedo...voces realmente acham que a nossa querida terrinha ganha alguma coisa com estas criticas tao mediocres e sem contexto..trabalhem...afincadamente para uma actividade e quando nao tiverem adesao contestem...
Enquanto voluntaria é revoltante ver tanta estupidez junta nestes comentarios, peço desculpa nao quero ser mal educada...mas nao me consigo conter..
Acredito que se podia fazer melhor, mas tb sei que sozinhos nao s faz nada na vida...
E que tal efectuarem criticas construtivas com o intuito de aumentar a qualidade...
Apontarem dedo ao que se fez bem?!! Nao isso é demasiado...

Anónimo disse...

Cara Ná

Criticar, hoje em dia parece ser, aos olhos de alguns mentecaptos, um exercício demoníaco. Porquê?