domingo, 8 de fevereiro de 2009

Condutor analfabeto apanhado pela Brigada de Trânsito

Há coisas do Arco-da-velha, um condutor analfabeto com carta de condução foi autuado pela Brigada de Trânsito quando este transitava na Avenida Capitão Elísio de Azevedo em Arco de Baúlhe. As autoridades terão desconfiado da condução instável de um Opel Cadete e seguiram-no até à habitação, onde o condutor parou (prédio de habitação social junto ao cemitério), abordaram-no e verificaram que não transitava legalmente, a ausência de seguro e inspecção obrigatório, acrescido, segundo informação, também com álcool no sangue, levaram as autoridades a aplicar-lhe uma coima. Agora anda cabisbaixo lamentando-se que não tem recursos económicos para pagar tal quantia, mas porventura não terá pensado se teria para o combustível e outros elementos para que o veículo circulasse ilegalmente.

O homem é um típico conhecido na Vila do Arco por “pinabrabo” ( não querendo denegrir a sua honra - isso já ele se encarrega de o fazer) - é de estranhar que um condutor, infelizmente, com deficiência física e intelectual visivelmente ao comum dos mortais (quanto mais a um profissional de saúde), derivado a tal a auferir uma pensão, e analfabeto, tenha obtido licença para conduzir. Não é que conduza pior que muitos que têm a licença, não, nisso até tem nota positiva, o problema é que também não conhece a grande maioria das regras e sinais…
Já nada me faz pasmar, os corruptos estão por todo o lado, e nos dias que correm ainda será possível tirar a carta sem se submeter a exames a troco de Money? Fazer inspecções sem que os veículos se apresentem nos Centros de Inspecção…? Enquanto isso, quem transita legalmente na via publica está sujeito a cruzar-se com pessoas e viaturas que não estão habilitados para tal e ir desta para melhor por causa de alguns estar a encher os bolsos!?
Um caso caricato aconteceu há uns anos quando este indivíduo conduzia uma viatura, com as mesmas irregularidades perante a lei, em direcção a Canedo de Basto. Como a estrada é de muitas curvas, ele avistou uma luz de um poste numa outra curva ao longe e terá pensado que era uma recta… foi parar com a viatura num abismo em cima de uma oliveira… ficou com os sapatos presos na viatura saindo ileso.

2 comentários:

Vítor Pimenta disse...

Hahaha. Em grande :D

Maximus disse...

O mítico pinabravo!